quinta-feira, 2 de março de 2017

Empatia.


Tenho um carinho muito especial pela ANA MOREIRA. Não sei bem porquê (mal a conheço), mas ela enche mesmo um ecrã com aquele ar-de-fora-deste-mundo. Só que passo a vida a vê-la em papéis tão tensos e tão dramáticos que, imediatamente, me falta o ar e me aparece uma capa e o super-poder de esticar um braço ecrã adentro para lhe dar um abanão: ''Bota chill nisso miúda, não é razão para tanto - isto é só um filme e tu ainda tens para aí um ataque cardíaco antes dos 40!'' Porque a minha saúde é a de querer a saúde dela e porque, por empatia, tenho sofrido muitíssimo, gostava de ver um filme em que a Ana Moreira interpretasse, sei lá, uma instrutora de ioga zen ou uma surfista vegan. Obrigada pela compreensão, cinema português.

Sem comentários:

Enviar um comentário