domingo, 4 de fevereiro de 2018

Amansar a ideia de vê-lo / é o tecido dos meus dias

Mildred Peirce, Michael Curtiz, 1945

AMANSAR
Amansar a ideia de vê-lo
é o tecido dos meus dias
e eu me recubro totalmente
com este selo — esta companhia
podemos nos amar na distância
transcender o espírito largo
é o fosso que nos separa
e contigo estou — sempre — a um passo
do abismo escuto o eco dum graveto
quebrando lá embaixo o clique
pros meus ouvidos tão abertos é tão nítido
quanto o teu desejo de ficar comigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário