quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

: o fato-escuro do medo

*irony alert*


Pára já tudo e o que quer que seja que estás a fazer porque vais morrer. Larga lá esse sorriso e lembra-te que o Holocausto existiu. Desmarca o casamento e rasga as cartas-de-amor de ontem porque há crianças em África a morrer de fome. Deixa de planear ter filhos porque neste mundo há refugiados, sem abrigo, ditadores e armas nucleares prontas a disparar. Larga de uma vez os filmes e os livros e a música e os concertos porque, mais tarde ou mais cedo, há-de vir um tsunami, ou um sismo, ou um meteorito, ou uma peste. Constrói o teu bunker (sozinho, porque de ti sabes tu bem mas nunca sabes o que é que um outro poderá vir a pensar) e fica lá até ao fim porque, se saíres, pode cair-te um piano em cima da cabeça.



Sem comentários:

Enviar um comentário