domingo, 18 de janeiro de 2015

O fantasma inacessível da vida.

Porque razão os antigos persas consideravam o mar como sagrado? Porque razão os gregos lhe atribuíam como divindade o próprio irmão de Júpiter? Por certo tudo isto tem o seu sentido. E um sentido muito profundo, se nos recordarmos da história de Narciso, que desesperado pela suave e fugidia imagem que se reflectia nas águas, nelas se afogou. É a imagem do fantasma inacessível da vida, onde se acha a chave de todo o enigma.
Moby Dick, Herman Melville

Sem comentários: