terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Coração decrescente



Eclipses, Daniel Hui, 2011


(...)
A terra fatalmente é um fantasma,
Ela que toda a morte em si embala
(...)
Mas o terror expulsou-me das imagens
Onde já os meus membros penetravam.

Sophia de Mello Breyner Andresen


Sem comentários: