segunda-feira, 28 de abril de 2014

''Vestimos a pele tecida de um fio comum.''

Quadratura do círculo
Vestimos a pele
tecida de um fio
comum.
Mudamos-lhe a cor
o padrão a textura.
Despidos
somos a matéria
em bruto, a gema
por talhar.
Engana-se quem
pensa que círculo e
quadrado são
distantes.
Em tudo o que é
díspar há um fundo
que nos une.
Samuel F Pimenta in “GeoMetria”, Livros de Ontem, Lisboa, 2014

Sem comentários:

Enviar um comentário