terça-feira, 10 de maio de 2011

: CICLO DE CINEMA JOHN WATERS



Ciclo de Cinema 
JOHN WATERS

6 de Maio a 24 de Junho @ Berlin, Bairro Alto



Local
Rua Diário de Notícias, 122


Criado por

Mais informação
O Núcleo de Programação Cinematográfica, em conjunto com a Void Creations, vem oferecer à cidade de Lisboa um ciclo dedicado a John Waters (1946), aclamado rei da cinematografia trash. As obras deste realizador de Baltimore caracterizam-se pela animada coexistência de escândalo, personagens histriónicas, o choque, a quebra de tabus, a escatologia, o absurdo e kitsch.

Waters manteve um grupo fiel de actores, os Dreamlanders (compostos por Divine, Mink Stole, Cookie Mueller, Edith Massey, David Lochary, Mary Vivian Pearce, Susan Walsh e alguns outros) mesmo quando – no início dos anos 80 – enveredou por produções mais mainstream, com as quais conseguiu conquistar o grande público e onde colaborou com estrelas como Johnny Depp ou Kathleen Turner.














Sexta-feira, 6 de Maio (22h)
►Mondo Trasho (1969)


Mondo Trasho foi uma das primeiras produções de John Waters – realizado logo aos 24 anos e com um curto orçamento de 2 mil dólares emprestados pelo – e que deixou logo a sua inconfundível estilística e elenco habitual de Dreamlanders (Divine, Mary Vivian Pearce, David Lochary, Mink Stole etc). No papel principal, não podia deixar de ser, está a exuberante Divine. A trama envolve fetichistas de pés, alguma maldade e amputados. Jovem, a preto e branco e um com toque de ingenuidade é uma película a não perder, em especial para os fãs de Waters.

Sexta-feira, 20 de Maio (22h)
►Female Trouble (1974)


Divine – sempre no papel principal – encarna Dawn em Female Trouble, uma jovem delinquente que foge de caça numa birra, engravida dum tipo a quem pediu boleia, e termina como modelo de um casal que nutria especial prazer em fotografar mulheres e crimes, embora tenha o rosto queimado por ácido. Mais uma obra-prima Trash de Mr. Waters.

Sexta-feira, 3 de Junho (22h)
►Desperate Living (1977)


Das poucas produções de Waters sem Divine no papel principal, Desperate Living conta a história da neurótica Peggy e da sua criada obesa, Grizelda, que acabam presas por tentar matar o marido da primeira, Bosley. Ao invés de serem encarceradas na prisão, são exiladas para o estranho reino da Rainha Carlota, povoado por toda a espécie de marginais e pervertidos.

Sexta-feira, 10 de Junho (22h)
►Pink Flamingos (1972)

Pink Flamingos é, à semelhança de grande parte dos filmes do conhecido realizador John Waters (considerado o mestre do Trash), uma comédia com contornos de horror série B e momentos grotescos, representados pelo habitual grupo Dreamlanders, que quase sempre acompanham Waters. Na película, Divine – que vive com a mãe Eddie e o filho delinquente - é considerada a «Pessoa mais Nojenta do Mundo» por um tablóide e faz gala disso. Os seus vizinhos não menos estranhos, Connie e Raymond Marbles, movidos pela inveja, criam então um plano para retirar-lhe o título o que dá azo a uma série de situações bastante trash, onde se desenrolam momentos bizarros.

Sexta-feira, 17 Junho (22h)
►Polyester (1972)


Polyester foi uma das primeiras incursões de John Waters ao mainstream que, por sinal, foi muito bem conseguida. Com a sumptuosa Divine a representar o papel da dona de casa suburbana a quem o marido admite ter traído diversas vezes, a película acompanha o breakdown mental da personagem à medida que a sua filha engravida e que o seu filho se torna o principal suspeito de ser o fetichista de pés que tem aterrorizado a região.

Sexta-feira, 24 de Junho (22h)
►Dirty Shame (2004)


A mais recente produção de Waters conta-nos a história de Sylvia Stickles, uma mulher reprimida de Harford Road - cidade cuja população se divide entre 'puritanos' e 'pervertidos' - e da sua libertação sexual pelas mãos de Ray Ray Perkins. Através da procura do acto sexual mais intenso de sempre, toda a cidade acaba por se tornar viciada em sexo.



►Local: Berlin Bar
►Hora: 22h.
►Entrada: 3€
►Morada: Rua Diário de Noticias 122, Bairro Alto, LISBOA
►Metro: Baixa-Chiado
►Autocarros: 58



Sem comentários: