VOLTAR AOS FANTASMAS DO FASCISMO PORTUGUÊS.

Leave a Comment

JOÃO PINA






























Numa altura em que 48, o relevante documentário de Susana Sousa Dias, estreará finalmente nos cinemas, e em que se edita Gente Comum, o livro biográfico de Aurora Rodrigues sobre a prisão e tortura pela PIDE, há que dar voz à necessidade vital de discutir os fantasmas do fascismo português. No contexto de uma crise de ideais, há o dever de não esquecer o horror de todos os excessos, pela memória dos que lhes sobreviveram.



GENTE COMUM, uma história na PIDE - Aurora Rodrigues
(2011)

0 comentários:

Sabrina D. Marques © 2005-2015. Com tecnologia do Blogger.

Archives