terça-feira, 24 de agosto de 2010

Cada macaco no seu galho? Porquê?

Numa era dominada por discursos de ''empreendedorismo'' e ''especialização'', parece não haver espaço para pessoas multifacetadas. É a lógica do mercado aplicada às relações humanas: as pessoas são, umas pelas outras, agrupadas numa gaveta consoante a sua profissão e desconfia-se dos que fazem várias coisas diferentes ao mesmo tempo, carimbando sobre eles o selo da desconcentração ou da impreparação específica. Cientificamente, isto contradiz toda a lógica: neurologicamente, se uma pessoa é particularmente boa a fazer uma dada coisa, é natural que seja igualmente boa a fazer várias coisas relacionadas. Tem, sucintamente, a ver com padrões de utilização das zonas do cérebro. Eis Brian May, guitarrista dos Queen e astrofísico da Nasa.


Sem comentários:

Enviar um comentário