terça-feira, 15 de junho de 2010

Saramago.





Porque o dom da palavra é eternidade verdadeiramente sua, dedico-me modestamente na melhor homenagem em que a sinceridade possa celebrar publicamente este grande escritor e homem, e a fortuna que o trouxe à língua portuguesa. De José Saramago, só se foi hoje um corpo.

16 de Novembro de 1922 - 18 de Junho de 2010

Sem comentários: