sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Corpo sobre ferro.



Comer o coração
INÊS OLIVEIRA (2004)


A imponência da escultura recorta-se ao céu. A ascendentes pernas de aço culminam em dois grandes balões de ferro, ou em duas naves espaciais negras e pernilongas. Curiosas esculturas concebidas por Rui Chafes, desenhadas à medida do corpo elástico de Vera Mantero. "Um universo que se encaixa noutro universo", explica o escultor. Sob a delimitação original deste espaço único, a interacção performativa é da liberdade da bailarina.
Em 30 minutos de "Comer o coração", Inês Oliveira documentou a preparação fásica desta performance dual, obra homónima especialmente criada para representar Portugal na 26.ª Bienal de São Paulo, em 2004.
Assistimos aos treinos, às revelações das práticas, aos pêndulos, aos enlaces e aos estudos de um organismo que se inicia num reconhecimento de um novo objecto, onde se encaixa em pleno. O corpo vive a acústica de cada cavidade, experimenta o espanto pelas variações do eco, e desembaraça os músculos num compenetrado jogo de aproveitamento ergonómico. O novo objecto é baloiço, ora instrumento musical, ora ninho, ora farol, ora poltrona. No meio das duas torres colossais, a agilidade da coreografia serpenteia. as contorções do corpo concordam voz em movimento, num espantoso manifesto pelo ritmo e pela vida.

"A dança é o movimento de um corpo de recusa da horizontalidade, do esteticismo e da inércia. (...) é uma dança de luta contra a morte, e a escultura é uma encenação estática da morte."

Rui Chafes

Como que explicando o este bailado intuitivo a solo, o que a bailarina dirá  que porque a peça não tem princípio nem fim, tinha de dar o mais possível a cada momento.

2 comentários:

Vanessa Soares Matos disse...

Olá, sou Vanessa Matos professora de Português e gostaria de utilizar a imagem de Vera Monteiro, foto de Inês Oliveira. Como obter autorização para exibir a imagem?

Sabrina D. Marques disse...

É um fotograma do filme de Inês Oliveira, ''Comer o coração''
http://www.cinept.ubi.pt/pt/filme/9131/Comer+o+Cora%C3%A7%C3%A3o+de+Rui+Chafes+e+Vera+Mantero

Julgo que para os propósitos pedagógicos que enuncia, não é necessário pedir autorização a inguém para usar a imagem, mas poderá sempre contactar a produtora do filme.