Ode à Mariana (bis)

3 comments




As aulas ainda não tinham começado
A Mariana trouxe-me um texto. Na calma de sempre, estendeu-mo mudo, sem adornos seus, sem olhos e sem discurso:
- Lê.
A alma da Mariana sai-lhe pelos olhos. A Mariana chora pela beleza. A Mariana revolta-se com a agressão. A Mariana cuida de todos nós por dentro.
Depressa
- Lê já, Sabrina.
Ela sabe que me esforço para dispôr o caos. Gosto de usar palavras. Gosto de ensaiar legendas. Gosto de organizar o indomável. 
Idolatro-a perto
Todas as manhãs conversamos enquanto aventuramos os nossos cafés em tentativas de biografar este embrião de século. De uma à outra, há pressa em suturar estes dias. A insatisfação reina. Há indicadores apontados e há várias cabeças a prémio.
Trouxe um leque hoje
E sacode levemente os desesperos, a Mariana. É a dignidade de estudar o que se procura. Estudar o quê, a começar por onde? Nunca o presente foi tão múltiplo, aberto, fatiado às postas das tendências e das prospecções. Duvidamos muito. 
Cursamos humanidades todos os dias
Vemos chover às mil teorias por dia. Aprendemos a indefinição. Aprendemos a incerteza. Aprendemos o quadro democrático de crer em todos os credos. Analisamos os ensaios todos, iguais em importância - para não deixar nenhum simétrico de fora. 
Não temos sucesso nisto. 
Fervilhamos e não aceitamos nada. Estamos mais interessadas na fantasia do que no facto. É certo que bebemos demasiado café. É certo que não temos manifesto: amizades não são seitas.
Não sabemos o que sabemos.
Somos pós-, neo-, nouvelle-. Não temos nem precisamos de -ismos. Deuses, só revestidos a pele. 
Umas com as outras, escavamos na instituição geral. É melhor não ir às aulas para ler este poema. É melhor. 

3 comentários:

Camille La Fille disse...

Há já algum tempo que tenho prazer em ir acompanhado os passos dessa Criatura. Atrai-me particularmente a poesia do Diogo Vaz Pinto. No blog que indicas (Cum Creatura) são normalmente publicados apenas os textos editados em cada número de revista (em Abril sai a nº 3, acho) mas em www.omelhoramigo.blogspot.com podes ler vários textos sobretudo dos 3 cabecilhas que nomeaste (Ana, David, Diogo) - os seleccionados para editar e mesmo os que injustamente ficam de fora.

Sabrina D. Marques disse...

Sim, também já tornei favorito. Obrigada Lili.

Beatriz Hierro Lopes disse...

Boa tarde,
Fico contente que tenha gostado do meu texto. Obrigado.

Cumprimentos,

Beatriz Hierro Lopes

Sabrina D. Marques © 2005-2015. Com tecnologia do Blogger.

Archives