terça-feira, 10 de março de 2009

Ode à Mariana (bis)





As aulas ainda não tinham começado
A Mariana trouxe-me um texto. Na calma de sempre, estendeu-mo mudo, sem adornos seus, sem olhos e sem discurso:
- Lê.
A alma da Mariana sai-lhe pelos olhos. A Mariana chora pela beleza. A Mariana revolta-se com a agressão. A Mariana cuida de todos nós por dentro.
Depressa
- Lê já, Sabrina.
Ela sabe que me esforço para dispôr o caos. Gosto de usar palavras. Gosto de ensaiar legendas. Gosto de organizar o indomável. 
Idolatro-a perto
Todas as manhãs conversamos enquanto aventuramos os nossos cafés em tentativas de biografar este embrião de século. De uma à outra, há pressa em suturar estes dias. A insatisfação reina. Há indicadores apontados e há várias cabeças a prémio.
Trouxe um leque hoje
E sacode levemente os desesperos, a Mariana. É a dignidade de estudar o que se procura. Estudar o quê, a começar por onde? Nunca o presente foi tão múltiplo, aberto, fatiado às postas das tendências e das prospecções. Duvidamos muito. 
Cursamos humanidades todos os dias
Vemos chover às mil teorias por dia. Aprendemos a indefinição. Aprendemos a incerteza. Aprendemos o quadro democrático de crer em todos os credos. Analisamos os ensaios todos, iguais em importância - para não deixar nenhum simétrico de fora. 
Não temos sucesso nisto. 
Fervilhamos e não aceitamos nada. Estamos mais interessadas na fantasia do que no facto. É certo que bebemos demasiado café. É certo que não temos manifesto: amizades não são seitas.
Não sabemos o que sabemos.
Somos pós-, neo-, nouvelle-. Não temos nem precisamos de -ismos. Deuses, só revestidos a pele. 
Umas com as outras, escavamos na instituição geral. É melhor não ir às aulas para ler este poema. É melhor. 

3 comentários:

  1. Há já algum tempo que tenho prazer em ir acompanhado os passos dessa Criatura. Atrai-me particularmente a poesia do Diogo Vaz Pinto. No blog que indicas (Cum Creatura) são normalmente publicados apenas os textos editados em cada número de revista (em Abril sai a nº 3, acho) mas em www.omelhoramigo.blogspot.com podes ler vários textos sobretudo dos 3 cabecilhas que nomeaste (Ana, David, Diogo) - os seleccionados para editar e mesmo os que injustamente ficam de fora.

    ResponderEliminar
  2. Sim, também já tornei favorito. Obrigada Lili.

    ResponderEliminar
  3. Beatriz Hierro Lopes14 de março de 2009 às 13:07

    Boa tarde,
    Fico contente que tenha gostado do meu texto. Obrigado.

    Cumprimentos,

    Beatriz Hierro Lopes

    ResponderEliminar