sexta-feira, 10 de junho de 2005

Às sombras.


Às sombras que estalam e que se contorcem
à medida da firmeza do caminho
com que a identidade da carne
te descobre a ausência.



by Guy Bourdin

Sem comentários: